Programa Capixaba de Bovinocultura Sustentável

O Programa Capixaba de Bovinocultura Sustentável é conduzido pela Gerência de Aquicultura, Pesca e Produção Animal (GAPPA) na SEAG, através de ações direcionadas aos diversos setores que compõem a cadeia produtiva. As ações são desenvolvidas sem perder de vista a vertente ambiental, objetivando a melhoria da produtividade dos rebanhos, da qualidade dos produtos ofertados ao consumidor e da sustentabilidade do meio rural.

O programa surgiu após diálogos com produtores rurais, representantes de cooperativas, sindicatos rurais, indústrias de laticínios, associações, frigoríficos e demais elos da cadeia produtiva da carne e do leite. A demanda surgiu nas reuniões e oficinas de trabalho do Plano Estratégico de Desenvolvimento da Agricultura Capixaba (Pedeag 3), quando foram discutidas formas de como alavancar a pecuária bovina capixaba.

Os produtores atendidos pelo Incaper serão classificados em três grupos de trabalho, de acordo com as práticas de manejo adotadas nas suas propriedades: estruturação da propriedade, nutrição e alimentação dos animais; manejo intermediário – índices zootécnicos e gestão; e manejo avançado e comercialização de animais com aptidão produtiva.

Diversas ações foram propostas, entre elas: atualização contínua dos técnicos do Incaper; capacitação produtores rurais; implantação de unidades de observação e unidades demonstrativas; criação de vitrines tecnológicas na Fazenda Experimental de Bananal do Norte (Cachoeiro de Itapemirim) e na Fazenda Experimental de Linhares; elaboração de material técnico; realização de feiras e eventos; entre outras.

A expectativa é que o Programa Capixaba de Bovinocultura Sustentável facilite o acesso dos pecuaristas às tecnologias de produção e de gestão, ampliando seus conhecimentos. Além disso, pretende-se estimular a diversificação das atividades econômicas do meio rural e a recuperação de áreas degradadas e, principalmente, proporcionar o aumento da renda dos produtores rurais e de suas famílias, além da geração de empregos no campo.

O Espírito santo possui 1,34 milhão de hectares de pastagens, segundo dados do IBGE de 2014. A pecuária leiteira capixaba produz 500 mil toneladas de leite por ano (média de 4,1 mitors/vaca/dia). A pecuária de corte do Estado produz 87 mil toneladas por ano. 

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard